Após RTI, Citi vê início do ciclo de redução da Selic em outubro com corte de 50 pontos base

Após o Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado hoje pelo Banco Central, o Citi prevê agora que o ciclo de redução da taxa básica de juros, a Selic, deve começar em outubro, com corte de 0,5 ponto porcentual. “As projeções benignas de inflação apresentadas no RTI nos convenceram que o ciclo de flexibilização pode começar na próxima reunião do Copom”, afirma o Citi em relatório assinado pelo superintendente do Departamento Econômico, Marcelo Kfoury.

“Portanto, prevemos agora um corte de 50 pontos-base na próxima reunião [do Copom] e outro corte semelhante em novembro, [com a Selic] encerrando 2016 em 13,25%”, diz o banco. “De fato, uma importante autoridade do governo com quem nos encontramos recentemente enfatizou que um corte nas projeções do BC para a inflação desencadearia um ciclo de afrouxamento”, acrescenta o texto.

O Citi lembra que a inflação no cenário de referência do BC em 2017 caiu para 4,4% e para 2018 recuou para 3,8%. No cenário de mercado, as projeções são de 4,9% e 4,6%, respectivamente. Nesse contexto, o banco reduziu sua estimativa para a Selic no fim de 2017 para 10,50%, de 11,25%.

O relatório aponta que das três condições estabelecidas pelo BC para começar um ciclo de afrouxamento, o avanço no ajuste fiscal ainda representa um grande risco. “O RTI vê alguns sinais positivos em relação à aprovação das reformas fiscais, mas nota que eles ainda estão nos estágios iniciais; nós acreditamos que eventuais derrotas do governo Temer no Congresso podem adiar o ciclo de afrouxamento”, dizem os analistas do Citi. (Lucas Hirata – Lucas.hirata@estadao.com e Álvaro Campos